O temperamento melancólico
28 de janeiro de 2021
Propósito na vida cotidiana
3 de fevereiro de 2021

Um caminho para lidar com os temperamentos humanos.

Depois de apresentarmos algumas características sobre os temperamentos humanos pela visão da Antroposofia (Colérico, Sanguíneo, Fleumático e Melancólico), que tal refletirmos sobre como podemos lidar com pessoas de diferentes temperamentos e como podemos nos aprimorar conhecendo nosso próprio temperamento? 

Para começarmos nossa reflexão, vale a pena pensarmos e lembrarmos qual foi nossa reação ao conhecer cada temperamento. Você tem pistas de qual é o temperamento mais predominante em você? O que as pessoas próximas a você dizem sobre o temperamento com o qual você mais se identificou? Elas concordam com a sua “autoclassificação”? Essas pessoas conviveram com você no seu segundo setênio? Conseguem trazer exemplos desse período que reforçam características do seu temperamento preponderante? 

A partir dessas perguntas vem o convite para que você olhe para os temperamentos sem julgar que um é melhor do que o outro. Geralmente, ao nos identificarmos com determinado temperamento, a primeira coisa que vemos são as características que não são tão “boas” e nos julgamos ou julgamos os outros (que, normalmente, são os nossos opostos). E, se pararmos para analisar mais cuidadosamente, perceberemos que não há temperamento melhor ou pior, nem mais ou menos importante. Inclusive, podemos perceber que um único indivíduo pode, por exemplo, ser colérico e melancólico ao mesmo tempo, ou sanguíneo e fleumático. Isso acontece porque a pessoa tem um primeiro temperamento preponderante e um segundo que também atua fortemente. Cada indivíduo, com o seu temperamento e seu jeito único de ser, tem seus desafios de autoconhecimento, desenvolvimento, aprendizados e evolução para colocar-se no mundo e para deixar seu legado na sua existência. 

Buscar o equilíbrio entre os quatro temperamentos, de acordo com as situações, é uma dica que envolve autopercepção e desenvolvimento. Isso não significa ter que usar um quarto de cada temperamento na sua vida cotidiana, e sim, investir em se conhecer para que possa utilizar de forma equilibrada os “temperos” que o seu temperamento mais te proporciona na medida certa, sem exageros, para que não “perca a mão e medida” nas situações e com as pessoas.

Nessa jornada para lidar com os temperamentos, o autoconhecimento ajuda a saber como utilizá-los no dia a dia.  De modo geral, os Coléricos tem o desafio de treinar a paciência e a capacidade de compartilhamento. Os Sanguíneos, por sua vez, tem um caminho para ampliar a capacidade de escuta, uma vez que sua habilidade de fala costuma ser bem desenvolvida. O convite para os Fleumáticos é agir mais e pensar um pouco menos. Por fim, os  Melancólicos podem se desafiar ao experimentar mudanças.

Como você pôde ver ao longo dos posts, os temperamentos humanos nos trazem um “tempero” para nossos comportamentos e ações. E, de certa forma, nossa forma de trazer esse tempero ao mundo nos faz únicos. Também podemos observar que os temperamentos nos desafiam na nossa convivência e relacionamentos com as pessoas, seja no dia-a-dia com a família e amigos, seja no trabalho. O que também traz mais um componente para reflexão: como, líderes, gestores e equipes podem utilizar esses conhecimentos para aprimorarem a si próprios e aprimorarem suas relações? 

Quer aprofundar essas reflexões? Então não perca mais tempo e entre em contato conosco!

Geise Trintinalia
Geise Trintinalia
Sou mãe de um príncipe encantador e tia de 3 sobrinhos maravilhosos. Minha família me nutre. Adoro uma rotina. Planejo tudo que é possível. Sou mais do dia do que da noite. Gosto de coisas bonitas, sofisticadas e elegantes. Aprecio fotos, ler um bom livro, ouvir uma boa música, viagens, decoração de interiores, receber amigos em casa. Nasci, cresci, estudei e trabalhei por muitos anos em São Paulo. Desde 2018, moro e atuo em Massachusetts, nos Estados Unidos, com atendimentos online e sempre engajada em me manter atualizada com as melhores ferramentas de mercado. Pautada em minha história de vida e realizações, meu Propósito de Vida é transformar sonhos em realidade de forma bela, cuidadosa, transparente e amorosa. E os valores que sustentam esse propósito são: Transformação, Experiências Marcantes, Liberdade, Clareza, Autenticidade e Beleza no Resultado. Com esse repertório, experiência e propósito, me coloco à disposição e será um prazer construir com você uma nova jornada de autoconhecimento e desenvolvimento ainda mais repleta de propósito e realização pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *