Como começou o Impulso Biográfico e o que ele pode fazer por você?
1 de abril de 2021
Como acontece o Trabalho Biográfico na prática?
17 de abril de 2021

Cultivando um Propósito Nobre.

Muito ouvimos falar sobre Propósito, Propósito de Vida, em viver uma vida com propósito, em trazer significado e sentido para as nossas vidas e em deixar um legado para a humanidade e para o mundo. Mas afinal, por onde começar? Como cultivar um objetivo nobre, que traga significado para nossas vidas?

Inspirados pelo livro Noble Purpose (Propósito Nobre) de William Damon, podemos nos fazer algumas perguntas que nos convidam a olhar para esse tema, por exemplo: Como podemos cultivar um propósito nobre em nossa própria vida? Onde podemos encontrá-lo? Como podemos ter certeza sobre a melhor maneira de investirmos nosso tempo e energia nessa vida?

Estudos diversos reforçam a importância de perseguirmos um propósito. E Damon destaca que a nossa dedicação a um propósito nobre não só é benéfica para o mundo que precisa de nossos dons, como também é essencial para nossa saúde mental e espiritual.

Nessa linha, o autor compartilha conosco nove princípios para nos ajudar nessa busca por um propósito maior em nossas vidas. Vamos conhecê-los?

  1. Quando e como começar? Segundo Damon, “A história revela que as pessoas adquirem e perseguem propósito nobres em muitas idades e de muitas maneiras”. Alguns começar muito jovens; outros mais tarde, por volta da terceira idade; alguns alcançam seu propósito inesperadamente e até mesmo de forma dramática, outros trilham caminhos de forma mais lenta e gradual. Portanto, não há um caminho ideal, nem um momento específico no qual o propósito irá se revelar para as pessoas. O autor reforça “A maneira que funciona para você é a maneira certa.
  2. Onde encontrar nosso propósito? Por muitas vezes, buscamos tanto um propósito e em tantos lugares e fontes diferentes que acabamos mais nos perdendo do que nos sentindo plenos e na direção correta. Portanto, o autor nos convida a olhar para o fato de que, apesar do propósito está em toda parte, ele pode ser mais facilmente encontrado justamente nos lugares que conhecemos e já fazem parte do nosso dia-a-dia. Observar atentamente todas as áreas de nossa vida, ou seja, nossa família, nossos amigos, nossa carreira, nossas ocupações., encontrar um propósito em uma área em que nos sentimos mais engajados no momento presente, naquela área onde identificamos nossos pontos fortes, e sentimos que podemos fazer uma contribuição valiosa, pode ser um começo mais assertivo, para essa busca por nosso próprio propósito.
  3. Quem poderia nos inspirar? Termos uma pessoa como um “exemplo de propósito”, alguém que existe, que a gente admire, respeite e se inspire, pode nos ajudar a nos sentirmos conectados e nos facilitar esse processo em busca do nosso próprio propósito. Enfim, como destaca o autor, observar “pessoas reais, lutando com problemas reais” nos ajuda a sair das abstrações. Outra forma que facilita nossa busca pelo nosso próprio propósito é contar com a ajuda de um mentor ou aprender com figuras históricas e públicas que representem as causas e princípios que acreditamos.
  4. Alguém já trilhou esse caminho antes? Quando possível, buscar o apoio de pessoas que pensam como nós, pode nos ajudar para que o processo não seja tão solitário e para que possamos aproveitar e desfrutar essa construção. Buscar por feedback, conselhos e até mesmo conforto em algumas situações pode ser muito necessário e acolhedor durante nossos esforços nessa jornada.
  5. Como estamos lidando com o nosso perfeccionismo? Estarmos preparados para passar e superar algumas frustrações durante nossa jornada em busca de nosso propósito é algo a se pensar durante esse caminho. Principalmente se tivermos um propósito “elevado”, como por exemplo, combater a fome mundial. Inevitavelmente, não conseguiremos resolver completamente essa questão, por mais façamos. Com certeza haverá progressos, conquistas, e muitos problemas poderão ser endereçados e resolvidos, mas infelizmente, sabemos que não conseguiremos consertar tudo para sempre. Nesse caso, por exemplo, se o perfeccionismo falar mais alto, o resultado pode gerar muita frustração e até desistência, afinal, somos todos humanos e não perfeitos.
  6. Estamos conseguindo manter nossa humildade? O equilíbrio entre nos engajar saudavelmente com um propósito nobre e não deixarmos a paixão pela causa nos cegar a ponto de perdemos nossa capacidade de aprender com nossos erros ou mesmo de percebermos quando cometemos erros, é um grande ponto de atenção. E manter a humildade por nos ajudar nesse processo.
  7. Nosso propósito de fato é nobre? A atenção nesse caso é para os fins e os meios quando lidamos com o nosso propósito. Para isso, o autor, nos guia com três perguntas que nos ajudam com esse delimitar do nosso caminhar:  “1. O que estou tentando alcançar; 2. Por que estou tentando alcançá-lo?; e 3. Como estou fazendo isso?”. Atenção para que nosso propósito não fique tão focado no quê fazer, e perca a sua nobreza e passe a ir na contramão do bem maior.
  8. Como anda a celebração e gratidão pelo nosso propósito? Essa dupla – celebração e gratidão – é uma forma de honrar a dádiva de ter um propósito na vida e dele servir a outras pessoas, que também se beneficiam dele. E esse exercício aumenta nossa felicidade, nos colocando no ciclo virtuoso de aumentar a celebração, a gratidão e a nossa felicidade.
  9. Estamos cuidando do nosso legado? Ao transmitirmos nosso propósito a outras pessoas, especialmente aos jovens, servindo como seus mentores e os inspirando a continuar o que já começamos, estamos, além de abrir uma possibilidade de continuidade do nosso propósito, sendo, também, modelos positivos para que outras pessoas possam encontrar seus “chamados” e continuar esse desenvolvimento para si e para os outros. Como diz Damon: “É o seu presente para os jovens, uma maneira de ajudar a próxima geração a encontrar o significado que você buscou, cultivou e valorizou em sua própria vida”.

Você gostou desse texto? Fez sentido pra você? Quer conhecer mais e conversar a respeito? Me escreva e vamos agendar uma primeira sessão gratuita! Espero por você! Até breve!

Geise Trintinalia
Geise Trintinalia
Sou mãe de um príncipe encantador e tia de 3 sobrinhos maravilhosos. Minha família me nutre. Adoro uma rotina. Planejo tudo que é possível. Sou mais do dia do que da noite. Gosto de coisas bonitas, sofisticadas e elegantes. Aprecio fotos, ler um bom livro, ouvir uma boa música, viagens, decoração de interiores, receber amigos em casa. Nasci, cresci, estudei e trabalhei por muitos anos em São Paulo. Desde 2018, moro e atuo em Massachusetts, nos Estados Unidos, com atendimentos online e sempre engajada em me manter atualizada com as melhores ferramentas de mercado. Pautada em minha história de vida e realizações, meu Propósito de Vida é transformar sonhos em realidade de forma bela, cuidadosa, transparente e amorosa. E os valores que sustentam esse propósito são: Transformação, Experiências Marcantes, Liberdade, Clareza, Autenticidade e Beleza no Resultado. Com esse repertório, experiência e propósito, me coloco à disposição e será um prazer construir com você uma nova jornada de autoconhecimento e desenvolvimento ainda mais repleta de propósito e realização pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *